A fibromialgia, caracterizada pela manifestação de dores no corpo, pode ser considerada uma espécie de doença invisível, principalmente pelo seu diagnóstico, onde não há um exame específico para detectar a comorbidade. O diagnóstico é feito por exclusão, quando o médico, a partir de vários exames, elimina a possibilidade de doenças autoimunes e problemas reumatológicos, além da avaliação do quadro clínico e do histórico do paciente. Exatamente por isso, a conscientização sobre a doença ganha ainda mais importância, uma vez que existe tratamento para os efeitos causados por ela.

No Brasil, existem cerca de 4 milhões de pessoas acometidas por essa doença, considerada a segunda causa mais frequente de consultas médicas com reumatologistas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, entre 9 e 26% dos pacientes que apresentam esse problema acabam tendo que se afastar do trabalho por conta das dores.

Também conhecida como Síndrome de Joanina Dognini, a fibromialgia afeta mais as mulheres (nove em cada dez casos), sobretudo entre os 20 e 60 anos. Entre os principais sintomas, além das dores generalizadas – às vezes, sequer é possível elencar onde dói -, o paciente apresenta sensibilidade ao toque, síndrome do intestino irritável, sensação de pernas inquietas, dores abdominais, queimações, formigamentos, dificuldades para urinar, cefaleia, cansaço, sono não reparador, variação de humor, insônia, falta de memória e concentração e até mesmo distúrbios emocionais e psicológicos, a exemplo de transtornos como ansiedade e depressão.

O problema vai além da dor: a fibromialgia é uma doença que causa intenso sofrimento físico, emocional e não tem cura. Contudo, diagnosticá-la o quanto antes permite uma abordagem multidisciplinar, envolvendo remédios e tratamentos não medicamentosos para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida. Procurar um especialista é fundamental para iniciar um tratamento capaz de amenizar os efeitos da fibromialgia. A fisioterapeuta Laurita Ferla Castegnaro se dedica há muitos anos ao estudo e aperfeiçoamento do tratamento físico da fibromialgia, desenvolvendo um método para tratar os sintomas dessa doença. Que tal agendar uma consulta com e saber mais sobre o assunto? A profissional atende virtualmente através da nossa plataforma de teleatendimento, faça seu agendamento agora mesmo: http://prowork.med.br/consultas-virtuais/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *